segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Quase

Quase um momento;
o instante entre o êxito e o fracasso;
distinto relutante;
devaneio estúpido torpor;
que precede as tragédias;
que vislumbram a derrota;
de loucos desprezados;
moribundos abandonados;
insensatos escarnecidos;
suspiro que escapa;
entredentes gemidos;
sufocados nos peito;
anestesiados na garganta;
indizíveis, invisíveis, inexoráveis;
o peso da penumbra que recaí sobre os sonhos despedaçados e as ilusões perdidas;
e que atormenta a vigília dos que já não mais repousam. 

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. A vida nunca é mais do que possibilidades.... E as impressões resultam do que somos e adquirimos ao longo da vida, portanto, mudam conforme vivemos...

    ResponderExcluir